Sábado, 04 de Dezembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Capão da Canoa - RS

Geral Discriminação

MPT abre inquérito para investigar caso de suposto áudio discriminatório de rede de farmácias

Inquérito Civil (IC) foi instaurado na tarde de terça-feira após denúncias recebidas pelo órgão

20/10/2021 às 13h34 Atualizada em 20/10/2021 às 13h37
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Reprodução / Internet
Foto: Reprodução / Internet

O Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Sul (MPT-RS) abriu Inquérito Civil (IC) na tarde desta terça-feira (19) para investigar um áudio que circula nas redes sociais elencando critérios discriminatórios no suposto processo de contratação de uma grande rede de farmácias no Estado, para a seleção de funcionários no Litoral Norte Gaúcho. O caso está sob a responsabilidade da procuradora do MPT-RS Patrícia de Mello Sanfelici Fleischmann.

O áudio começou a circular no fim de semana pelas redes sociais. Embora em nenhum momento o nome da rede seja mencionado, ele vem sendo compartilhado vinculando o caso às Farmácias São João, uma das maiores franquias farmacêuticas do Estado. Na gravação, que provocou uma onda de indignação nas redes sociais, uma funcionária que aparentemente ocupa cargo de gerência instiga seus colegas a adotarem critérios discriminatórios para contratação de novos trabalhadores, dando preferência à beleza dos candidatos e evitando a admissão de “pessoas muito tatuadas” ou “muito gordas”. O áudio também sugere que os responsáveis pela seleção não contratem pessoas de orientação sexual abertamente LGBTQIA+.

Com o inquérito instaurado, o MPT-RS já notificou a empresa solicitando informações. A rede tem 10 dias para responder.

 

Capão da Canoa - RS Atualizado às 18h41 - Fonte: ClimaTempo
24°
Poucas nuvens

Mín. 19° Máx. 28°

Dom 29°C 19°C
Seg 27°C 20°C
Ter 28°C 18°C
Qua 29°C 19°C
Qui 26°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes